O sistema mais comum e usual de notificação no Brasil é o SMS oferecido pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e Defesa Civil dos estados e municípios, baseado no CEP informado pelo usuário. O programa Saúde CEM trabalha com a lógica de que a pessoa define a emergência e não o local. Dessa forma, ao se descolar para qualquer área que não a sua, o sistema baseado em SMS deixa de “enxergar” a pessoa em área de risco. Como o CEM é baseado na localização do

Ameaças Epidemiológicas

Impactos das Epidemiologias não devem ser desprezados.

Aedes Aegypti

Frequentemente observamos epidemias causadas pelo mosquito Aedes Aegypti (Dengue - Chikungunya - Febre Amarela Urbana).

Institucional

O CEM nasceu na empresa Terrabyte dentro do seu projeto de P&D. A Terrabyte é uma empresa que atua há vinte nas áreas de Meio Ambiente, Geoprocessamento, Geologia e Geotecnia. Ganhadores de dois projetos de subvenção de pesquisa (Faperj e Faperj/FINEP) entendemos que faltava às pessoas que se encontram em área de risco uma ferramenta que pudesse localizá-las, alertá-las e monitorá-las em eventos que potencializassem os riscos de desabamento, alagamento, incêndio, entre outros. Os alertas e avisos ocorrem através de um aplicativo que as pessoas baixam em seus smartphones e que permitem que estas fiquem cientes dos riscos aos quais estão expostas e possam agir adequadamente no sentido de resguardar suas vidas. O sistema de comunicação e monitoramento de campanhas de saúde pública, SAÚDE CEM, surgiu como uma aplicação derivada do Sistema de Comunicação de Emergência – CEM.